sábado, 6 de março de 2010

CONFISSÃO



Vou te confessar!
O poeta é o tudo é o nada.
Um lado confuso,
outro contraditório
e tem um meio-avesso.
Descreve muito do
que mal compreende...
Ao acaso ou não esclarece
a vida de tanta gente.
Em pensamentos passa aquilo
que poderia ter sido, mas não fui.
Por ficar preso ao passado,
pensar no futuro,
me esquecendo de viver,
sempre e apenas o presente.
Lhe digo que:
O Poeta existe para sofrer e
                     [descrever este fardo.
É aquele fardo!
Que abusa do lirismo, o amor...
Substancialmente é ele que rege
todas as coisas.
E como é delicioso
se embriagar dele/nele.
Descrever em palavras
a falta das falas...
Que às vezes não é tão digna
quanto necessita ser.
Que vale sonhar,
que vale sentir,
que vale sofrer...
Vale, vale muuuuuuuiiitto!
– O meu ser é ser Poeta.


Marcela Barreto

20 comentários:

  1. Cá estou para agradecer a visita e o comentário e dizer que, como disse aí o comentário a cima, é cheio de vida, mas não só o seu post como seu blog inteiro - cada letrinha.

    "Descreve muito do que mal compreende,

    E neste acaso esclarece a vida de tanta gente."

    Pois é, o poeta sente como a alma dele e bota pra fora o que as almas dos outros sentem. É lindo!
    um beijo!
    Ingrid Brasilino

    ResponderExcluir
  2. ser poeta é um dom muito especial !
    e você disse uma verdade, muitas pessoas se preocupam com o que fizeram no passado e o que vão fazer no futuro esquecendo de viver o PRESENTE! uma dica para todos nós que as vezes nos vemos nessa situação!

    beijo

    ResponderExcluir
  3. Adoreiii, parabéns :D

    Beijinhos

    ---
    www.jehjeh.com :D

    ResponderExcluir
  4. Muito lindo seu blog!! Poemas que fazem a gente flutuar!!

    Bjinho

    Parabéns!!

    ResponderExcluir
  5. Adoro poemas, e esse é simplismente
    admiravel ser poeta é realamente
    um dom que deus deu para tal pessoa;
    Muito bom , beijinhos.

    ResponderExcluir
  6. "Descrever em palavras a falta da fala..."

    Muitas vezes escrevemos o que sentimos, o que desejamos falar e não falamos. Talvez nos falte coragem, talvez nos falte o som da fala, pois o medo ou a insegurança nos cala.

    Penso, sinto e escrevo...
    "Metade de mim é o meu silêncio"
    Abraço e obrigada pela visita.
    Adorei o seu blog!

    ResponderExcluir
  7. Mto bom, de fato, vc tem o dom! Abçs, Marujo

    ResponderExcluir
  8. so um poeta sabe expressar nas palavras seus sentimentos....belas palavras...

    ResponderExcluir
  9. A vontade de um poeta,
    supera seus medos.
    Se torna parte de seus feitos.
    Seu "viver" fica mais alerta.
    O poeta vê o mundo...
    Vive a fundo...
    Transforma tudo em um segundo.
    Em sons, poesia, calor.
    E nostalgia.
    Essa é sua sina, poeta.
    Sofrer a dor.
    Sofrer incertezas.
    Para criar o amor.
    Para mostrar belezas.

    Tentei, vai!
    hehehe

    ResponderExcluir
  10. que sejam eternos os poetas contidos no significado que você lapidou para eles. e que também os sejam os que escaparem um pouquinho...e os que longe desse contorno passem.
    vida longa para todos os profetas.

    ResponderExcluir
  11. Que todos os poetas novos sejam assim, com talento, simplicidade e acima de tudo talento!

    Muito bom =D

    ResponderExcluir
  12. descreve muito mal do que mal compreende
    E neste caso esclarece a vida de tanta gente

    LINDO!

    http://celuliteseoutrasestranhezasdemulher.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. "Descrever em palavras a falta das falas...
    Que às vezes não é tão digna quanto necessita ser"

    Muito verdadeiro.
    Mais um belo poema, você tem o dom da palavra!
    Parabéns, sucesso sempre!

    http://hellodivas.blogspot.com/

    ResponderExcluir

• Viva aos comentários reflexivos!