sábado, 20 de março de 2010

NEM TÃO PERTO, NEM TÃO LONGE




Nem tão perto, nem tão longe,
As cores surgiram da tela,
Tomaram vida, em meia aquarela.
Surgindo no quadro seu rosto,
Que me tira um esboço de sorriso.

Nem tão perto, nem tão longe,
Deu-me a noite de você uma parte.
Admirá-la como uma obra de arte.
Seu sorriso e seu olhar de girassol,
Me encantam e dão vida como o sol.

Nem tão perto, nem tão longe,
Em ilusórias te vejo aos céus, num balão.
Tira-me de baixo e me leva desilusão.
Como pássaros que deslizam sobre o tempo
Quero estar em seus sonhos neste vento...



Marcela Barreto

27 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Muito bacana o blog, adorei as poesias, achei este blog em uma comunidade do Orkut e virei fã, se quise conferir ai vai o endereço do meu blog besterapura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Lindo post, lindo blogue... Parabéns :D

    Beijinhos

    ---
    www.jehjeh.com

    ResponderExcluir
  4. fico contente em encontrar pessoas q escrevem com a alma

    ResponderExcluir
  5. Encontrei bastante sentimentalismo nessa poesia. Uma musicalidade surpreendente, facilmente viraria música. O arranjo das palavras passam tranquilidade, o que torna o texto bem agradável. Uma verdadeira viagem.

    ResponderExcluir
  6. se puder dar uma olhadinha lá no blog estarei agredecida , lindo blog . lindas postagens .


    http://dreamsofahappygirl.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Gostei muito do poema.
    Seu blog está muito bonito.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  8. Marcela, tem resposta pra vc lá no DE ANALGÉSICOS E OPIÓIDES.

    Adorei a sua visita!
    Abs

    ResponderExcluir
  9. Parece quando eu estou preso entre o acordado e o dormindo, que não estou no céu dos meus sonhos ou no chão da realidade, mas sim em algum lugar intermediário.

    ResponderExcluir
  10. Bonito esse post... muita poesia para nós!... Valeu!!

    ResponderExcluir
  11. lendo seu texto lembrei de uma musica dos engenheiros do hawai...nem tão perto que eu possa ver e nem tão longe que eu possa tocar....a montanha...belas palavras...muito bom..

    ResponderExcluir
  12. não é o tipo de blog que eu gosto, mas você escreve muito bem!

    abraço

    ResponderExcluir
  13. Que meigo o poema. A imagem do balão tmb é bonitinha. Se foi vc mesma quem escreveu parabéns.
    Uma dica parao blog, procure colocar uma foto no layout, vai ficar legal.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  14. como os passaros que deslizam sobre o tempo...quero estar em seus sonhos...belas palavras...otimo poema...

    ResponderExcluir
  15. Que texto lindo! Adorei!
    Vou te seguir! Parabéns pelo blog =)

    ResponderExcluir
  16. Que Lindo!! vou te seguir!
    Parabéns vc escreve muito bem ^^
    ahh.. muito fofo seu blog

    ResponderExcluir
  17. Que suave a forma em que escreve!bjkas

    ResponderExcluir
  18. Gostei dessa retórica colorida. O bom é apreciar a vida como uma obra de arte, e torná-la bela como faria um pintor.

    ResponderExcluir
  19. muito legal o texto, parece uma música q eu ouvi ha um tempo atras.. só nao lembro quem canta..

    ótimo blog!

    ResponderExcluir
  20. Lindo! Assim resumo suas palavras!

    Seguindo o blog.

    http://midisouza.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  21. OWN!!! Extamente o que estou sentindo neste momento!
    Muito Bonito!!!

    ResponderExcluir
  22. A vida se constrói assim das pequenas coisas. Se formos capazes de notá-las ela então se torna fantástica.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  23. ...Nem tão longe que eu não possa ver
    Nem tão perto que eu possa tocar

    ResponderExcluir
  24. adorei seu blog bjjjjs.e não deixe de entrar no meu se quiser rir:http://jeniffersite.blogratuito.net/index.htm

    ResponderExcluir

• Viva aos comentários reflexivos!