sábado, 1 de maio de 2010

CINZA



Neste poema, não há graciosidade.
Nem ao menos sutileza.
Apenas verdade sem - nenhuma beleza.

As cores de um mundo real.
Que ficou cinza…
                [É a mistura de todas as cores.

Unidas! Como este mundo sem-valores.
Não há nacionalismo que suporte.
Oh, inacessíveis terras de prescritores.

Não feche os olhos, abra-os e
Cure com tua cegueira os corações
         [encharcados com a seca da alma.

Não há destino, mas se acaso voltar,
Volta pela vigília daqueles que levou
                                                       [Ao mar.

Não pela ostentação do barão vil,
Que cultivam indigência, penúria e frio
                            [Acinzentando olhos mil.


Marcela Barreto

60 comentários:

  1. A verdade tem uma beleza muitas vezes maior que qualquer dissimulação de arco íris.

    bj poetisa
    Pobre Esponja

    ResponderExcluir
  2. Muito legal o texto.
    olhei os anteriores e vc escreve muito bem
    Parabéns!!

    www.sarau2eteres.blogspot.com
    www.comdestaque.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. As cinzas de um mundo repleto de egoismo?,ou os valores das pessoas tao puras de alma que vem nas cinzas a capacidade de enxergar um arco íris.
    Ou simplesmente,puxar das nossas memorias o que sempre foi bom.
    É como voce dize, nao feche os olhos,abra-os.


    http://garotalii.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Parabens pelas belas palavras ;*
    Gosteeeei muuuuito de sua singularidade e de sua maneira de enxergar este mundo tão cheio de raridades.


    beeijos flor. Se quiser dá uma passada no meu :)

    ResponderExcluir
  5. lindo como essa passagem de musica

    Você é uma vela ao vento
    Numa fria e escura noite de inverno

    *-*

    ResponderExcluir
  6. um belo poema onde a palavra verdade é explicitada de forma inusitada. mto bom mesmo.

    valeu pelo comentário no meu blog.

    qto a sua pergunta: juro que não me recordo onde encontrei o meu tamplete. quando fiz o meu blog procurei em diversos sites e encontrei o atual.

    abraços.

    http://blog-do-faibis.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Querida amiga Marcela,

    A verdade é una. A ilusão sempre dual. Se na verdade não há duas coisas para se comparar, então não haverá o bonito - porque também não há o feio.

    Texto inteligente, parabéns!

    Ósculo,

    Edson Carmo

    Edson Carmo

    ResponderExcluir
  8. Belo poema, muito gracioso, uma metamoforse... um tanto quanto rebuscado, mas tb escrevo assim, :) Have a nice day!!!!!

    ResponderExcluir
  9. Oi, tenho um selo para vc no meu blog.
    Espero q goste!
    Até mais!

    http://i-likemovies.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Adorei o poema;

    "As cores de um mundo real./Que ficou cinza…" lindoo!

    Beijinhos

    ---
    www.jehjeh.com

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Olá Marcela

    Obrigado por estar acompanhando a história do "Argentino...!"

    Vc escreve bem, sabe usar a tonalidade de cada palavra no seu poema, muito bom.

    Abraços, Até mais ;D

    ResponderExcluir
  13. Lindo o seu poema, mas é um pouco triste...
    parabens, vc tem talento!

    ResponderExcluir
  14. Adorei seu poema, me parece um desabafo de uma revolta por um mundo sem valores reais.

    ResponderExcluir
  15. naão o post mais o blog em si é muito bem construído em suas ideias parabenbs

    ResponderExcluir
  16. Gostei da sua maneira de escrever,
    algo meio unico, uma expressao
    sua de uma forma artistica.

    Gosto de pessoas q tem uma maneira
    particular de escrever!

    Sucesso..

    Visite meu blog quando possivel!

    ResponderExcluir
  17. Lindo poema, foge do comum
    Gostei!

    ResponderExcluir
  18. Que bonito o seu blog.

    gostei bastante ;*

    ResponderExcluir
  19. Amei seu blog..vc poderia escrever um livro.Sucesso

    ResponderExcluir
  20. Cinza realidade, Cinza, realidade. Abra os olhos.
    A verdade só é vista pelos que querem ver. Ótimo poema!

    ResponderExcluir
  21. É esse nosso Brasil!
    Vai Brasiiiil...vamos pensando somente no HEXA. Ebaaa!

    abs,
    seuanonimo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. Tb concordo temos que brindar os vampiros que sao seres lindos e estam aqui para nos salvaram da potridao do mundo real. sao seres mitologicos que amo mais que tudo poriço que mereçem esse valo.gostei de vc vou linkar seu blog no meu e assim podemos trocar figurinhas sobre goticismo e vampiros bjs

    ResponderExcluir
  23. Incrívelmente lindo o texto. De um singeleza maravilhosa. Seu blog também é belíssimo. PArabéns.

    http://alma-feminina.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  24. Legal, curti o paradoxo entre o anúncio da falta de sutileza, e uma leveza incrível no encaixe de palavras.
    Quanto à cor do cinza, sempre a encarei como a incerteza em meus poemas (que não faço mais). Mas vai de cada, talvez em sua vida, tenha outro significado.
    Mas para mim, é isso. Nem preto, nem branco. Algo tentando descobrir ainda o que se tornará.
    Se pelo seu ponto de vista é uma mistura, talvez uma sinestesia, respeito e admiro, afinal, seu poema está muito bem escrito :)

    http://songsweetsong.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  25. Muito lindo seu poema! Admiro a forma que você escreve, até agora o melhor blog do gênero que já li e comentei!

    Você abriu muito bem seu poema. O mundo está cada vez mais cinza, essa é a realidade e não devemos fechar os olhos para ela, devemos encará-la de frente.

    Obrigado pela passagem em meu blog, e pelos comentários plausíveis.

    abraço,
    www.todososouvidos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  26. Não fecho os olhos. Abra-os.. mt bom!! adorei!!

    ResponderExcluir
  27. Tu tem talento little girl.
    Passa la no meu, e ve q q tu acha:

    Rock and Love and All http://ebisrael.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  28. Gostei bastante de teus poemas, se puder de uma passadinha no meu blog também: http://estapensandoomesmoqueeu.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  29. De repente o mundo tem ficado cada vez mais cinza...Triste.
    Excelente post como sempre!

    ResponderExcluir
  30. As vezes eu olho as pessoas ao meu redor,e cada uma transmite algo,pessoas felizes nos contagiam com sua alegria e as tristes propagam sua infelicidade.Mas ultimamente o tal cinza tem se tornado cada vez mais cru.São raros os indivíduos que ultrapassem os limites das cores neutras,muitos acabam perdendo-se no vácuo da escuridão.É tão decepcionante,ver tudo transforma-se em vazio,sem graça e desinteressante.Esta faltando mais cores nesse mundo.Pessoas incrivelmente capazes de colorir um planeta que caminha para o abismo.So Jesus na causa,pois oi ele quem tirou-me do cinza seco,e hoje sou um verde lindo e fluorescente. Aleluia

    Profundo poema,parabêns
    Tammy'Natural

    ResponderExcluir
  31. Vc deveria ouvir Roberta Campos. Acho que vai te inspirar :)

    ResponderExcluir
  32. Olá minha amiga, gostaria de saber como faço pra adquirir o selo q eu ganhei pois ainda não sequei direito como funciona. se for possivel me ajudar mande email pra eph.tst@hotmail.com ok
    grande abraço do amigo érico pena
    se quiser me add no twitter o endereço é: www.twitter.com/éricopena

    ResponderExcluir
  33. Não entendo lhufas de poesia, mas gostei do teu texto, e o visual do teu blog é muito legal, mas muito mesmo. Quase relaxante. Meus parabéns. Um abraço.

    ResponderExcluir
  34. Olá! Gostei muito do poema, principalmente a foto utilizada para ilustrá-lo. Abraço

    ResponderExcluir
  35. Olá amiga, voltei pra dizer q já tô te seguindo e q tbém já atualizei o blog do pena. então assim q possivel passe em: http://blog-do-pena.blogspot.com/2010/05/isso-e-que-e-emprego.html#comments e dê a sua contribuição.
    Tbém estou sentindo falta de suas postagens mais assim q tiver novidades não se acanhe em me avisar q virei correndo participar blz. Grande abraço e td de bom :)

    ResponderExcluir
  36. Belo texto ... escreve muito bem!
    Depois passa no meu blog:
    http://artculando.wordpress.com
    Beijuxxx
    =)

    ResponderExcluir
  37. Geralmente a verdade é feia, horrorosa e dificil de engolir...

    Mas quem disse que uma academia, fisioterapia e uma passada no "Shopping" não resolvem o problema?

    ResponderExcluir
  38. Gostei muito do texto.
    Parabéns.

    www.comdestaque.blogspot.com -- www.sarau2eteres.blogspot.com

    ResponderExcluir
  39. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  40. Marcela,

    Primeiramente gostaria de agradecer o comentário no meu último post.

    Qto ao seu, admito que tenho um certo problema de compreensão ao ler os poemas. Isso desde a época da escola, passando pelo cursinho e chegando ao vestibular. Acho que os poetas tem uma forma toda pessoal de passar o sentimento através de analogias e de um jogo de palavras. Admito minha ignorância, mas é fato o quanto escreve bem, mesmo para que não tem a facilidade na compreensão. De qualquer forma é um exercício passar por aqui e poder ler esse jogo de palavras.

    Abraços.

    Fabiano

    http://blog-do-faibis.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  41. Adorei o texto ! muito bom :) to lendo tds...amei conhecer o seu blog ! Beijo

    www.thematerialgirlss.blogspot.com

    ResponderExcluir
  42. Surreal é a palavra certa em todosos seus textos,vou ler os outros tbm,mais desde já me encantei com seu talento!!

    Quero agradeçer a visita que vocÊ fez ao meu blog o

    www.contemporaneoeindiscreto.blogspot.com

    nos meus 2 anos como blogueiro nunca recebi um comentario que fizesse tanto valer a pena escrever muito obrigado.

    Jonasrockhard@hotmail.com msn.add lá

    Vou ler os outros textos ...hasta luego.

    ResponderExcluir
  43. Oi Marcela,td bem?
    Obrigada pela visita e comentário em meu blog.
    Concordo plenamente com vc,que a beleza interna é o mais importante,já q a externa facilmente perece e tb pode mudar de valor:o que é bonito hj,ser feio amanhã,vide a algumas décadas em que
    mullet era considerado moda =)
    Muito bonito seu layout e seus textos ^^
    Volte sempre!

    ResponderExcluir
  44. Neste poema não há graciosidade.
    Neste poema não há sutileza.
    Apenas verdade - sem nenhuma beleza. :O

    Adorei! :**

    Carol

    ResponderExcluir
  45. Gostei muito do texto..
    apesar de ter varias interpretações diferentes...
    http://braslog.rg3.net/

    ResponderExcluir
  46. Marcela, você é ótima. Quando vi seu link, a palavrinha "psicodelica" me atraiu rsrs... Adorei ter visitado o seu cantinho e ler suas lindas palavras bem combinadas.

    E em relação ao poema. Eu tenho visto o mundo cinzento... Seu poema me fez lembrar da infância, do quão colorido as crianças enxergam a vida...

    Muitos beijos!

    ResponderExcluir
  47. muito, muito lindo... queria saber escrever assim... parabéns pelo blog

    ResponderExcluir
  48. gostei muito do poema, ele serviria até como letra de música punk (isto é um elogio)... ele fala sobre o que nós somos...

    ps: desculpa eu perguntar, mas tu tirou inspiração daqui http://celuliteseoutrasestranhezasdemulher.blogspot.com/2010/04/cinza.html? é por que se foi, pqp, tô me sentindo honrada. já teria valido a pena escrever...

    ResponderExcluir
  49. Muito bom o texto e seu blog

    Escreve muuito bem , transmiti os sentimos que está a sentir ao leitor..





    http://mentesfamiintas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  50. No mundo em que vivemos, mais do que nunca devemos estar com os olhos bem abertos, para percebermos toda e qualquer injustiça e lutarmos contra elas.
    Gosto muito do que você escreve!

    Abraços

    ResponderExcluir
  51. Visito sempre seu blog , adoro os textos realmente transmitem os sentimentos e nos fazem refletir.




    http://mentesfamiintas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  52. Acho que a beleza das coisas está nos olhos de quem ve.......

    ResponderExcluir
  53. ótimo post!
    adorei teu blog!

    ;**
    SUCESSO!

    ResponderExcluir
  54. Muito legal o blog !
    Uma postagem melhor qe a outra *.*

    ResponderExcluir

• Viva aos comentários reflexivos!