sábado, 19 de junho de 2010

DESTINO



Em outra vida, vivi pecados, só pode.
Para merecer este castigo que me deu.
– Apenas observar o abrigo de meus olhos,
Onde, talvez, eu repousasse e me dedicasse,
Se tivesse chance de entrar um dia.
Quero um amor quentinho...
                        [feito manteiga no pão]
Para gozar as delícias desta vida.
Mas minha angustia corre e seca ao chão,
Ao escutar de você as chances limitadas.
É como morrer de sede em frente ao mar.
Encontrar ouro no arco-íris e não tocar.
Miragem bela que o meu olhar viu passar,
Que apenas pode ser vista sem desejo,
Ou pode ser desejada,
sem esperança de se chegar lá.
Será este o destino que me carregará?



Marcela Barreto

62 comentários:

  1. Nossa... amei a maneira que você escreve... meio paradoxal entre o melancólico, o devaneio e a felicidade, a reciprocidade.
    Muito bom... mesmo.
    Estou seguindo.

    http://literaturandoomundo.blogspot.com/

    PS: retribuindo a visita.

    ResponderExcluir
  2. sofredor é o cara que não sabe aproveitar uma mulher que sente e escreve assim...

    ResponderExcluir
  3. quero te convidar para conhecer e participar do projeto Papéis de Circunstâncias
    http://papeisonline.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Marcela, obrigada pela visita e comentario no meu blog! É verdade, eu carrego tb muito da minha infâancia comigo, é inevitável e tb muito bom, eu acho.
    Mais uma vez parabéns pelos seus poemas, adorei!
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Opá, voltamos a nos encontrar de novo minha amiga! e mais uma vez vc vem trazendo um texto belíssimo, curto e grosso do jeito q td mundo gosta de ler. parabéns mais uma vez e é por isso e por outras coisas q lhe indiquei um selo! não eskeça de pegá-lo em: http://blog-do-pena.blogspot.com/2010/06/poesia-e-o-selo.html#comments grande abraço do amigo Érico

    ResponderExcluir
  6. Olá, rs.
    Não pense dessa maneira. Acho que td tem seu tempo... Se não aconteceu ainda, qr dizer q algo novo e bom está por vir...

    Beijinhos, adorei!

    ---
    www.jehjeh.com

    ResponderExcluir
  7. Quero um amor quentinho...
    [feito manteiga no pão]
    *-*'

    ResponderExcluir
  8. aii eu tb qro.. nesse inverno então.. ôo delicia..

    ResponderExcluir
  9. E lá se vai o maro atormentando mais uma vez uma vida, um poema, uma história.

    ResponderExcluir
  10. Você faz parcerias com outros blogs?
    Se fizer e estiver interessada em fazer uma parceria com o "CP" mande-me um e-mail ou um comentário na parte de "parcerias".
    Abraços!

    ResponderExcluir
  11. Todos queremos um amor, mas parece que hoje em dia está difícil de encontrar, o destino não deixa ou nós não procuramos direito!
    Passa lá no blog tem um selo pra ti lá!

    ResponderExcluir
  12. destino é a gente que faz, quem faz o destino é a gente, na mente de quem for capaz *-*

    ResponderExcluir
  13. Mas, minha angustia corre e seca ao chão,
    Ao escutar de você as chances limitadas.
    É como morrer de sede em frente ao mar.

    cara, acho que as vezes me sinto muito assim, mas nunca soube dizer direito o q é. esse trecho diz muita coisa! parabens!

    visite: http://mundoeumbigo.blogspot.com/

    ps: é mais de humor, não é tão poético quanto o seu, mas acho q vale a pena conferir.

    ResponderExcluir
  14. amei ameeiii o postt, não só esse, voce escreve muuito bem, adorei :)

    to seguindo!

    http://blogsomethingtolove.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. ''Um amor quentinho, feito manteiga no pão''

    Essa frase já valeu o meu dia. Uma daquelas frases que a gente lê e pensa: Eu queria ter escrito isso. Não por inveja, mas por admiração e sintonia literária (se é que isso existe).

    Sem ouro, sem luxo, apenas alimento e calor...claro que tem muitas outras coisas interessantes na postagem, mas se eu for escrever, não paro mais :-)

    Um abraço!

    Se quiser dar uma lida...
    http://estevespensando.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Gostei do tetxo... Vc tem um estilo bem legal de compor.
    O ritmo ficou bem legal...
    Parabéns ;)

    ResponderExcluir
  17. - Noossa é raro eu me identificar com algo, mas o que você escreveu é praticamente o resumo de um sentimento que em mim passeia...Parabéns !

    ResponderExcluir
  18. Nussa!
    Quem escreveu foi vc?
    Lindo,lindo!

    ResponderExcluir
  19. Obrigada pelo comentário,
    Você é muito talentosa, fiquei impressionada com a maneira que você consegue escrever.
    O poema tem grande significado, é o querer e não poder.

    ResponderExcluir
  20. Oie,

    Muito bonito seu blog!!!

    So uma coisinha, acho que foi um erro de digitação: "em outra vida, vivi pecados" e não vive, certo? Ou estou errado, rsrsrs

    Mas tudo muito lindo por aqui!!! Parabens!!!

    http://www.felipedesouza-psicologo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  21. Que coisa linda o blog! Sóbrio! Texto rico! (Só exclamações, repare) Parabéns!

    E obrigado pela visita.

    ResponderExcluir
  22. Acredito muito em destino. Mesmo assim, ele sempre tende a nos fazer "morrer de sede em frente ao mar" (aliás, gostei de verdade dessa frase, nunca tinha ouvido e é muito reflexiva), e nós temos que perseguir as nossas expectativas. Às vezes é impossível conseguir, então procuramos outro destino.

    http://anpulheta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. Lindo teu texto (todos os comentários comprovam isso)... Humana tua situação...
    =)

    http://desvariodecolombina.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  24. Muito bom... e gostei pacas do layout também vou até seguir vc...

    Bjos

    ResponderExcluir
  25. Sensível e com muita reflexão1
    Seus versos são encantadores!
    ah... este layout mais clean funciona bem em seu blog!
    ;D

    ResponderExcluir
  26. Marcela, como sempre, belos escritos.

    Nunca podemos saber pra onde a vida nos leva.
    Nossos desejos nem sempre são como nossa realidade, mas de fato, também não sabemos o que o futuro nos reserva.

    Então, poderão existir certas manhãs que vamos acordar e ter nosso pãozinho com manteiga e mais um belo café servido na cama!

    Deseje a vida, pois o resto se encaminha sozinho!

    Até mais ver!

    ResponderExcluir
  27. Adoro escrever, tenho uns planos pra quem sabe um dia publicar um livro. Mas digo tambem que nunca fui muito fã de poemas, saco um pouco do assunto, mas nunca curti muito. Poreeeem, parabens, alguem que consegue usar tao bem as palavras assim merece. Escrever é facil... mas escrever dessa forma é outra historia...

    Da uma olhada, não tem muito aver com assunto. Mas quem sabe voce curte.
    www.vongoladay.co.cc

    ResponderExcluir
  28. Nossa, que delícia de ler aquela parte: quero um amor quentinho, feito manteiga no pão...

    Adorei!

    ResponderExcluir
  29. É meio triste, mas nem por isso perde sua beleza! Gostei muito, escreves muito bem! ABçs, Marujo

    ResponderExcluir
  30. orra, escreve bem pacas heim D:
    parabéns guria

    abras

    ResponderExcluir
  31. Muito bonita a tua forma de escrever :)
    e...

    Legal, to nesse barco ai... heh!

    Se for olhar pelo mundo, parece que esse é o mal do século...

    Bem... seria bom poder explicar a vida como se aprende a somar 1+1, mas aquele cara la de cima tem uma formula especial pra tudo :)


    Eh isso ai...
    Ate mais :)

    ResponderExcluir
  32. lindo marcela !
    em meu blog tem uma dica pra quem quer ganhar dinheiro na net de forma segura,
    passa lá.
    abraço
    http://igorviniciusneobux.blogspot.com/2010/06/como-funciona.html

    ResponderExcluir
  33. Nossa, vc escreve mto bem está de parabéns!
    Bjosss

    ResponderExcluir
  34. Você escreve com perfeição. Cada palavra traz uma imensidão de sentimentos.
    Sobre os versos, não é bom reclamar das dores e dos sofrimentos, são eles que moldam o nosso caráter.

    ResponderExcluir
  35. você escreve de uma maneira tão suave *-* gostei muito, Parabens! seguirei seu blog.

    ResponderExcluir
  36. belas palavras...um poema sobre a vida...esta de parabens...

    ResponderExcluir
  37. Melhor ainda do que o poema, é a linda imagem que postou. Me fez viajar...

    ResponderExcluir
  38. Claro, digo sim. Só você participar da comunidade do Sílaba Tônica (http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=102146827). Lá vão haver fóruns com os temas. São três categorias toda semana. Lá haverá o tema e a data máxima de entrega. Participa sim, vai ser bom ter você por lá.^^

    Beijos

    ResponderExcluir
  39. q lindo, bacana o texto.....sofrido e belo

    ResponderExcluir
  40. Acho que é disso que todo mundo precisa, de um amor bem quentinho...
    Só assim pra passar esse frio e afastar esse vazio.
    O texto é lindo!!!^^

    ResponderExcluir
  41. Opa! Gostei muito do poema. Creio que tds querem viver um amor simples e tão grande que faça a diferença na nossa vida. Abraço

    ResponderExcluir
  42. Lindo poema, fala muito sobre a vida e o que sentimos!

    ResponderExcluir
  43. Oi,
    Bem, como falar ou escrever poesia em um mundo que só pede (correria, abandono, falta de bom senso, desmor pela leitura), mas ao ingressar no universo dos blogs descobri que existem pessoas com você, ou eu, que se regozijam ao ler belos poemas, palavras bem traçadas, vidas expostas de maneira tão sutil!!
    Gostei muito da forma como escreve, e já estou te seguindo.
    Se interessar e tiver um tempinho, dá uma olhadinha no meu também, além de poesia, escrevo sobre tudo que me intriga ou inspira no momento.
    Abraços.
    www.elainedecastro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  44. é bom ler coisas assim em época que a mídia só divulga mensagens inúteis

    ResponderExcluir
  45. É bom escrever poesia. uma vez eu escrevia. mas acabei perdendo a inspiração. ela foi embora. ''/
    mas adoro ler. e a sua ficou muito legal (:
    Beijos ;*

    http://oquepensoeuescrevo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  46. Nossa, muito boa o poema!!! É bom ver poemas bem escritos e com um conteúdo reflexivo!

    www.musicalsalad.blogspot.com

    ResponderExcluir
  47. Ola, parabens pelo seu blog, vejo que continua a todo vapor !
    Não souexpert em poesia mas vejo uma influencia dos simbolistas nas imagens oniricas que voce cria, intimistas mas ao mesmo tempo evocando algo que nao é real. por outro lado outras poesias suas tem um " toque de humor", algo como o drummond fazia, ou o pessoa.
    bem bacana, gostei da escolha delicada que faz das imagens para dialogar com os textos,
    Ibere

    ResponderExcluir
  48. carambaaaa, um dos melhores blogs que ja vi, incluindo tudo, layout, conteudo, tudo muito bom...

    ResponderExcluir
  49. Respeito,é uma palavra que aprendi a amar,mas não me reduzo a letra,as ações gritam mais forte que as palavras,estas apenas susurram,e perdem forças se não encontram vida nos atos.
    O que quero dizer com isso?
    Percebo que credes em outras vidas.Discordo,mas isso não me dá direito de me afastar de ti,logo que Jesus jantava na companhia dos maltrapilhos.Então porque faria acepção?seria negar o que acredito.RESPEITO,uma das coisas que aprendo com Jesus.
    O problema é que as pessoas demostram que não o amam de verdade,pelo simples fato de repudiar os pequeninos,quando estes concordam com conseitos opostos aos seus.
    Bom dia querida,aguardo respostas!!!

    ResponderExcluir
  50. Amei o blogger, está de parabéns.

    ResponderExcluir

• Viva aos comentários reflexivos!