segunda-feira, 20 de setembro de 2010

EFEITO ÓPTICO


No amor não há drama,
Sou lúcida, ciente!
O amor é chama que vem para iluminar,
O próprio ninho onde nasce,
O coração de quem ama.
Mas a lucidez se faz ao drama...
Quando a verdade destrói o sonho,
Quando constrói um mundo estranho,
Onde não há com o que sonhar,
E o próprio sonhador há de acabar...
Nos vales e jardins vazio,
Se faz como a única flor.
No deserto, é água pura.
No escuro, é a luz que me ilumina.
Contudo, não posso negar!
Converteu-se numa miragem,
A mais perfeita miragem.


Marcela Barreto

24 comentários:

  1. Que lindo poema...amei pq me fez refletir.
    O amor tem seus mistérios...definitivamente!
    Que bom que vc voltou =)
    Me visita tb? Te espero lá: www.nicellealmeida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Um misterio bom de se desvendar...
    Lindo poema, pensamentos que provavelmente nunca iriamos analisar...bjo.

    ResponderExcluir
  3. O drama que desfaz o amor é quando a soma diminui. Quando não se forma uma unica sombra dos dois montados no camelo. Quando há duas sombras, não há amor.

    P.S.: Onde está o link do seu novo blog?

    ResponderExcluir
  4. Lindo e triste :C , a imagem foi muito bem escolhida.

    ResponderExcluir
  5. lindo o poema, o amor faz a gente ver coisas que outros não veem.

    ResponderExcluir
  6. Marcela, que delicadeza esse seu cantinho...
    Dos detalhes, das palavras, dos sentimentos.

    E o amor... miragem perfeita para os olhos de quem verdadeiramente sabe o que é amar.

    Abraço e parabéns pelo blog.

    http://emsimplespalavras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Adorei o poema...
    A imagem e o texto em si, me lembraram tanto Camões...

    "...Amor é um fogo que arde sem se ver,
    É ferida que dói, e não se sente;
    É um contentamento descontente,
    É dor que desatina sem doer..."

    Beijinhos

    ---
    www.jehjeh.com

    ResponderExcluir
  8. acho que esse é um dos poemas mais lindos que você já escreveu. Talvez pela combinação dele com o meu momento, vai saber. Mas o final, simplesmente me deixou encantada. *-* o que não é novidade, por que sempre fico encantada quando venho aqui. Tem selinho pra você no meu blog, we. \o/

    ResponderExcluir
  9. Gostei do jogo de palavras e, obviamente, de imagens. O Amor sempre está conflitante com algo quando falamos dele. Essa relação entre o Amor ser o inicio e o fim sempre é muito usual e muito complexa e ao mesmo tempo bela. E sua escolha de vocabulário permitiu que esta correlação se tornasse mais do que boa. Ahh... e é claro, a imagem caiu como uma luva. Parabéns

    www.literaturando.com

    ResponderExcluir
  10. Ai que efeito psicodélico! Adorei teu blog! Virei visitar-te sempre!
    Visite-me tbm... www.krolrice.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. O problema é quando a miragem somes...E vc fica a deriva, a ver navios.

    Como é horrível essa sensação de se perder em mares desconhecidos e não encontrar o caminho de volta!

    Inspirador Marcela!

    ResponderExcluir
  12. Eu não sei, sinceramente... O amor é amor, e é real, se houver miragens, existe ilusão.

    viciose.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Nao ha nada melhor do que amar e ser amado

    ResponderExcluir
  14. Belo poema, um pouco triste, mas isso não o impede de ser belo.

    ResponderExcluir
  15. gostei bastante de tudo aqui...
    se as postas estiverem abertas vou seguir...rs
    bjos

    ResponderExcluir
  16. muito bonito o poema, você tem a essencia da vida.

    ResponderExcluir
  17. LINDO POEMA É INCRIVEL A PERFEIÇÃO E A DELICADEZA QUE VOCÊ TEM AO ESCREVER UM POEMA...PARABÉNS


    MARIANE AMARAL

    ResponderExcluir
  18. Muito louco seu Blog einh :)

    Divulga o meu aí, daí eu divulgo o seu.

    • Musilítica & Blá Blá Blá •

    Música e Política juntas em duas causas: Paz e Diversão.

    http://musilitica.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  19. Parabéns pelo blog e que Deus te abençõe hj e sempre.
    fui...

    ResponderExcluir
  20. que lindo!!fez-me refletir...parabéns!!!

    ResponderExcluir

• Viva aos comentários reflexivos!